Trabalhadores devedores

Quantas pessoas pagam suas contas em dia?

Numa pesquisa realizada neste mês de Setembro em alguns estados brasileiros (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Bahia, Ceará, Mato Grosso do Sul, Amazonas e Distrito Federal) pela Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), revela que apenas 14% dos brasileiros são trabalhadores que mantem suas contas em dia.
Outras porcentagens mostram que além dos que efetuam seus pagamentos em dia, há aqueles que não têm salário suficiente para manter seus débitos em ordem, e também há outros casos que pouco sobra para economizar no fim de cada mês.

Diante deste cenário econômico no Brasil, trabalhadores devedores estão tendo uma crescente de 34 a 35% de endividamento, sejam por financiamentos, cartões, cheques, entre outros motivos.

Outros dados mostram que dois entre 10 trabalhadores tiveram crédito na praça negado! Um dos motivos de mais negativação é a falta de comprovação de renda. Em muitos casos isso ocorre pelo simples motivo de que o trabalhador quer viver em um padrão de vida acima de sua realidade financeira como diz o presidente da Abefin (Associação Brasileira de Educadores Financeiros) Reinaldo Domingos. Em outro depoimento como forma de orientação Domingos diz:

“Os trabalhadores precisam mudar sua forma de pensar.”

Se for analisar a frase em um contexto geral pode ter diversas interpretações. Entretanto cabe aos trabalhadores devedores cumprir com seus débitos em abertos e quitá-los. Para que sua situação nos órgãos SPC e Serasa não sejam negativas.

Para aqueles que desejam ingressar em um concurso público ou bancário, muitos deles não aceitam concursantes que estejam inadimplentes nos Órgãos de Proteção ao Crédito. Então se lembre! Seu nome é seu maior patrimônio. Portanto cuide dele, ou deixe que cuidamos dele pra você!

Para saber mais sobre NOME, clique aqui.

Para entender mais sobre essa matéria, clique aqui.

TELEFONE (11) 3777-6970 / WHATSAPP (11) 98476-8577
e-mail: contato@galenaconsultoria.com.br